Não Culpe o Capitalismo



Pessoal, eu,

Anselmo Heidrich, o Fernando Raphael Ferro de Lima e o Luis Lopes Diniz Filho,

administradores dos blogs


respectivamente, acabamos de lançar um libelo da GEOGRAFIA ANTI-MARXISTA, o 1º do país!

Prestigiem...

Compre o livro NÃO CULPE O CAPITALISMO nos links abaixo:




sábado, junho 16, 2012

Paraguai: a guerrilha natimorta do EPP / Paraguay: the guerrilla stillborn EPP

Ejército del Pueblo Paraguayo. Foto: Aler.org.

Alguém aí se lembra do discurso sobre o Foro de São Paulo? O qual afirmava que todas as organizações de esquerda continentais se uniriam para criar uma nova união de partidos revolucionários comunistas e derrubar a soberania nacional de todos os estados, entre outra coisas? Pois é, a história é irônica, vejam o presidente paraguaio reprimindo a atuação da guerrilha em prol da desapropriação de grande propriedades e usando a força bruta para garantir o direito de propriedade. 
Isto não significa que os fundamentos liberais estejam plenamente seguros, a propriedade privada há muito foi relativizada, em certo grau corretamente, mas o exagero da função social da propriedade é que precisa ser rediscutido. No entanto, insistir numa outra fábula comunista está fora de cogitação até para chefes de estado socialistas, como Fernando Lugo. 
Sem uma retomada persistente de crescimento, tais grupelhos como o EPP sempre existirão e terão alguma legitimidade. Por outro lado, como retomar o crescimento sem uma liberação e desregulamentação econômica favoráveis ao empreendimento. Veja o Paraguai, 4º maior exportador mundial de soja... Como teria atingido tal marca sem a imigração brasileira para suas terras. Capital não é só monetário, físico etc. Capital também é cultural e, talvez, seja o mais importante de todos. 
Cf.: Desalojo de tierras en Paraguay deja al menos 17 muertos | AméricaEconomía - El sitio de los negocios globales de América Latina


/


Anyone out there remember the speech on the Forum of Sao Paulo? Who said that all continental leftist organizations would unite to create a new union of communist parties and revolutionary overthrow the sovereignty of all states, among other things? Yeah, the story is ironic, seeing the Paraguayan president repressing the activities of the guerrillas in favor of the expropriation of large properties and using brute force to guarantee the right of ownership.
This does not mean that liberal foundations are fully secure, private property has long been relativized to some degree correctly, but the exaggeration of the social function of property that needs to be reconsidered. However, another fable insist on a Communist is not an option even for heads of state socialists, like Fernando Lugo.
Without a persistent resumption of growth, such factions as the EPP will always exist and will have some legitimacy. On the other hand, how to resume growth without a release, and economic deregulation favorable to the enterprise. See Paraguay, 4th largest exporter of soy ... How would hit that mark without the Brazilian immigration to their lands. Capital is not just monetary, physical, etc.. Capital is also cultural, and perhaps the most important of all.
See: en tierras expulsion of al least 17 Paraguay deja muertos | AméricaEconomía - El sitio de los negocios Globales of Latin America

Um comentário:

  1. Isso mesmo!

    O Fernando Lugo pode ser socialista, mas não é bobo.

    Ah, que ironia...

    Isso me faz lembrar da intervenção dos Estados Unidos da Ámérica no Japão, com o general MacArthur metendo os tanques nos latifúndios japoneses para FORÇAR a Reforma Agrária, dividindo em lotes de um hectare. Os safadinhos latifundiários propuseram 10 hectares, mas o ianque fez uma pesquisa entre os trabalhadores e sacou que essa medida é um latifúndio em termos de escala japonesa.

    ResponderExcluir