Não Culpe o Capitalismo



Pessoal, eu,

Anselmo Heidrich, o Fernando Raphael Ferro de Lima e o Luis Lopes Diniz Filho,

administradores dos blogs


respectivamente, acabamos de lançar um libelo da GEOGRAFIA ANTI-MARXISTA, o 1º do país!

Prestigiem...

Compre o livro NÃO CULPE O CAPITALISMO nos links abaixo:




quinta-feira, junho 12, 2014

O novo cordão sanitário no leste europeu - 01


Neste artigo, Borderlands: The View Beyond Ukraine | Stratfor http://www.stratfor.com/weekly/borderlands-view-beyond-ukraine, G. Friedman mostra as estratégias de curto e longo prazo a serem adotadas pelos EUA contra a Rússia. Muito interessante o papel de três países formando o novo "cordão sanitário" no leste europeu e oriente próximo, Polônia, Romênia e Turquia. O 1º e último são conhecidos por seu papel fundamental na contenção do poderio russo, mas me surpreendi pela guinada do 2º em direção ao ocidente. Outro país que reavaliou sua aliança recente com os russos, com relação ao transporte de gás pelo sul foi a Bulgária... Parece que as chances de Moscou buscar alternativas para reforçar seu papel de contrabalançar o poderio alemão e americano na Europa estão diminuindo mesmo. Mas, o autor deixa claro que Washington não busca o confronto e sim uma carta na manga, caso o confronto com a Rússia em solo ucraniano se acirre criando uma nova (mini-)guerra fria. Fica claro que o tempo russo é curto, que Moscou busca diversificar sua economia no prazo de 10 anos e, sinceramente, isto parece muito difícil. O que a Rússia oferece ao mundo além dos seus hidrocarbonetos e armas, dois negócios tipicamente sujos que mexem com governos e suas alianças espúrias?

Um comentário:

  1. Uma característica da geografia política brasileira é que ela se volta para o estudo de questões internas. O resultado é que não há um geógrafo político brasileiro que eu conheça que escreva textos interessantes e lúcidos sobre assuntos como esse. Se bem que, num ponto, talvez até seja menos ruim desse jeito. Como a geocrítica é hegemônica, textos sobre geopolítica em escala internacional seriam só coleções de frases feitas de viés marxista e anti-americanista...

    ResponderExcluir