Não Culpe o Capitalismo



Pessoal, eu,

Anselmo Heidrich, o Fernando Raphael Ferro de Lima e o Luis Lopes Diniz Filho,

administradores dos blogs


respectivamente, acabamos de lançar um libelo da GEOGRAFIA ANTI-MARXISTA, o 1º do país!

Prestigiem...

Compre o livro NÃO CULPE O CAPITALISMO nos links abaixo:




terça-feira, julho 02, 2013

Marco ideológico não entende manifestações no Brasil

Quem deve coibir os extremistas além da força estatal? Com a voz, os manifestantes que mantém o foco em seus protestos.
Fonte: maisgoias.com.br
As recentes manifestações no Brasil, na verdade constituem sim um movimento social, mas que só tomou o vulto que tomou APÓS sua heterogeneidade ser formada, de "direita" como alguns preferem chamar. No início foi, claramente, um meio de manipulação formado por id... 'agentes' úteis:
ONG diz que vai cancelar site do Movimento Passe Livre - Terra Brasil  http://noticias.terra.com.br/brasil/,f1f72a6a2cd3f310VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html via @TerraNoticiasBR

Que "movimento social" que se preze é cooptado pelos ministérios e empresas 'mistas'? 

É fácil protestar na 'ponta', i.e., contra o aumento da tarifa de ônibus se 'ESQUECENDO' que o aumento da mesma é DETERMINADO pelo preço do combustível que aumenta continuamente. 

Veja:

"Envolta em uma polêmica após ter seu nome vinculado ao Movimento Passe Livre (MPL), que vem protestando contra o aumento das tarifas de ônibus em São Paulo, a ONG Alquimídia, sediada em Florianópolis (SC), afirmou nesta quinta-feira que vai pedir o cancelamento ou a transferência do registro do site do MPL. O colunista Reinaldo Azevedo, da revista Veja, trouxe a informação na última terça-feira de que o responsável pelo domínio do endereço eletrônico é Thiago Skárnio, que também dirige a ONG - cujos patrocínios recebidos do Ministério da Cultura e da Petrobras somam R$ 697,6 mil. Skárnio garante, porém, não existir vínculos entre a organização e o MPL, o que é confirmado pelos manifestantes."

Com o RABO PRESO, claro que não haverá manifestação contra o MONOPÓLIO da Petrobras, né não?!

Agora vejam o naipe do argumento de defesa do diretor da ONG em questão é que não existem vínculos entre ela e o Movimento Passe Livre (MPL) que se confirma pelos seus próprios manifestantes?! Isto é, as RAPOSAS confirmam que não estão no galinheiro!

Ainda há mais:

"Não somos 'vinculados' ao MPL. Se você se refere ao domínio, sim, estamos em processo de cancelamento ou transferência. A função do site já não é prioritária. Na época era necessário, mas hoje, com as redes sociais e outros servições de domínio, é desnecessário. Já enviamos e-mails para os responsáveis técnicos do site perguntando o que eles preferem: transferir ou cancelar o domínio", disse ele."

Os caras alegam não ter vínculos com o movimento, mas sediam seu site?! Patético, não? Já houve argumentos de defesa mais inteligentes do que este negacionismo raso. 

Em toda insurgência existe uma miríade de movimentos com as mais variadas demandas. Foi assim na Revolução Russa, p.ex., até que um esperto canalize as mesmas e suprima os dissidentes, tal como fez o próprio Lenin. Nossa relativa vantagem é que as tentativas de polarização em torno de uma sigla (ainda) não deram resultado, mas bem que a cúpula do PT tentou, a começar por Haddad em São Paulo que flertou com o movimento até que lhe arrebentassem a prefeitura; com Gilberto Carvalho em Brasília até que lhe queimassem as bandeiras.

Quando um movimento, qualquer que seja, defende seus direitos de modo a impedir a expressão de outros direitos assume tática autoritária e opressora entre civis, i.e., fascistas. 80% da rede hospitalar de São Paulo está na região da Avenida Paulista... Por acaso, algum apologista do movimento teve sua mãe com problema de saúde barrada pelos manifestantes? Creio que não, mas e se tivesse? E se, por acaso, alguém tivesse, não era o caso de se preocupar com o elo mais frágil dessa situação? Precisavam quebrar lojas do McDonald's, caixas eletrônicos, estações de metrô? Se são tão preocupados com os custos sociais do transporte por que queimar patrimônio privado, cujo valor será com certeza repassado no custo de futuras tarifas? Por que destruir o centro de Porto Alegre? Por que fechar a ponte que liga a Florianópolis insular ao continente por cinco horas sem deixar ao menos uma via de acesso? Francamente, qual o propósito disto tudo? 

Interessante quando dizem que são "contra o capitalismo", mas se utilizam de instrumentos (forças produtivas) gerados unicamente por este capitalismo, como computadores e serviços (que o marxismo não analisou) como a internet para se comunicarem materializando a sua 'revolução'. 

Uma das pedras de toque deste argumento fossilizado é afirmar a clássica dicotomia entre 'esquerda' e 'direita' em tudo o que vê. Ora, como o atual governo pode ser de 'esquerda' se segue a 'cartilha neoliberal'? Trata-se de um argumento bipolar, no mínimo. Tem que se analisar pelo que se vê e não pelo que se pressupõe, mesmo que de modo inconfesso. O MPL recebeu recursos públicos de uma poderosa fonte, A PETROBRAS, que se sabe é dominada pela CUT ou, ao menos, influenciada por ela. E esta tem fortes ligações com o PT. E de mais a mais, sua presidente foi indicada pelo atual governo. Acho que não é preciso dizer mais nada. O alvo inicial foi o Governo Alckmin, principal obstáculo à hegemonia do PT no país. Já tentaram isto, infrutiferamente, no caso Pinheirinho...


O PT bem que tentou cooptar o movimento difuso que ora se gesta, mas como não este não segue a lógica de partidos e de troca de favores, não obteve sucesso. Não sei por quanto tempo... Mas, no final das coisas acho que algo bom sairá disto tudo. A transparência pública nos gastos em subsídios ao setor de transportes, bem como as licitações para prestação de serviços (que em cidades como Florianópolis chegam aos 20 anos!) têm de, no mínimo, ser explicadas e como reza a Constituição estarem abertas ao público. Este me parece o foco que deveria ser enfatizado e, para muito além disto também servir como início de uma campanha de vulto contra o neopatrimonialismo e corrupção endêmicas em nossa cultura política. 

Direita e Esquerda? Esqueçam isto... A esquerda tradicional como vocês veem, está perdida e nossa direita histérica é tão ou mais patética quanto. Basta ver os sites Mídia Sem Máscara ou Mídia@Mais para ver suas análises delirantes afirmando haver uma 'infiltração' ou 'manipulação' do rival ideológico no extremo oposto. 

Analogias por si só não são explicações determinísticas que prezem por relações de causalidade, mas com a devida licença (quase) poética, assim como na Terra, o extremo Oriente leva ao extremo Ocidente (e vice-versa, óbvio), me parece também o caso das ideologias. Quem tiver apreço por isto agarre-se ferrenhamente a uma delas e esqueça da realidade.

Um comentário:

  1. FINALMENTE uma análise certeira sobre as manifestações. Exata, minuciosa, objetiva. Parabéns.

    O mais fascinante é como o fenômeno EVOLUIU de um "movimento social, mas que só tomou o vulto que tomou APÓS sua heterogeneidade ser formada, de "direita" como alguns preferem chamar."

    Ou seja: é fantástico como certas coisas no Brasil escapam ao controle --- mesmo da esquerda --- e se tornam uma legítima CAUSA POPULAR NACIONAL, quando a nação brasileira enfim abraça uma bandeira autêntica, arrancando-a das mãos dos farsantes que nos desgovernam e usando-a contra eles mesmos.

    Arrepiante.

    ResponderExcluir