Não Culpe o Capitalismo



Pessoal, eu,

Anselmo Heidrich, o Fernando Raphael Ferro de Lima e o Luis Lopes Diniz Filho,

administradores dos blogs


respectivamente, acabamos de lançar um libelo da GEOGRAFIA ANTI-MARXISTA, o 1º do país!

Prestigiem...

Compre o livro NÃO CULPE O CAPITALISMO nos links abaixo:




quarta-feira, abril 09, 2014

Apenas jogue






Jack, relax. Get busy with the facts. No zodiacs or almanacs, No maniacs in polyester slacks. Just the facts. 

Um dos pequenos e melhores solos de Lifeson para mim, a sonoridade de fundo da guitarra me apraz muito. Esta é uma das canções da maturidade do Rush que mais me agradam, que mais me tocaram. Em 2011 tive que retirar minha 2ª parótida e desta vez não estava "boazinha". Para quem ouviu do mestre da área que após cinco anos se tem 60% de sobrevida, o respeito às estatísticas aumentou, bem como ao método com o qual se as obtém. Mas, o que é um indivíduo na Via Láctea? Nada além de um grão de areia sob quilômetros de praia mutante ao sabor de ondas que estarão lá para destruir tudo. A permanência é uma ilusão e por isto que nos agarramos como carrapichos em galhos de qualquer crença satisfatória. Podemos não encontrar a melhor, mas alguma qualquer que nos ajude por um momento ou, ao menos, que nos dê a sensação de ajuda. Após 10 horas de 3 cirurgias contínuas, 1 mês de radioterapia e 4 sessões de quimio tive que ouvir quantos "chás que eram bons para câncer". Não me entendam mal, eu gosto de chás, para problemas diuréticos e meu paladar, não para lidar com o DNA. Se isto é suficiente para balançar teus sentidos, imagine o que faz com a turba? Não por acaso multidões apavoradas e temerosas de que o mundo tenha uma borda por onde caiam os oceanos para o fundo sem fim e sem sentido, as religiões nos dão segurança. Mas cobram um preço e que preço... Hoje, muitas estão mais flexíveis, mas a fé violenta e brutal ressurge como ideologia política. Está aí causando destruição para um mundo em busca de faróis. E por mais imagens de perfeição, luzes ao fim dos túneis ou mapas com caminhos para o Éden que afirmem ter, o fato... Sim, os fatos como diz Neil Peart, inegociáveis, surgem e só temos que esperar por chances, cujos coringas -- também chamados de "acaso" --, nos brindam com a desgraça ou a vitória. Embora, tudo que precisemos seja a sobrevivência, até que outra onda do infortúnio venha e nos carregue com uma corrente para destino incerto. Se é que há destino... Então, joguem os dados, os ossos, as conchas, mas apenas jogue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário