Não Culpe o Capitalismo



Pessoal, eu,

Anselmo Heidrich, o Fernando Raphael Ferro de Lima e o Luis Lopes Diniz Filho,

administradores dos blogs


respectivamente, acabamos de lançar um libelo da GEOGRAFIA ANTI-MARXISTA, o 1º do país!

Prestigiem...

Compre o livro NÃO CULPE O CAPITALISMO nos links abaixo:




quinta-feira, novembro 03, 2016

Como encher a linguiça do currículo com mais doutrinação marxista

  
Quando se alerta para a visão ideologizada dos professores e nos respondem que todos nós temos ideologia, mesmo que inconfessa e de que a neutralidade é simplesmente impossível não se entende a crítica contundente deste artigo, os professores de filosofia e sociologia não são incompetentes, o problema real é que eles são competentes de acordo com a educação superior que tiveram que, esta sim, é deficiente. A maioria desses cursos no país tem currículos e pior, interpretações desatualizadas, como o caso da vulgarização marxista. Consequentemente, os professores aí formados não se põem a criticar os seus fundamentos. O tal "pensamento crítico" como exposto nos comentários não passa de uma crítica ao capitalismo, de modo simplista e sem autocrítica, é uma crítica totalmente unidirecional. Sinceramente, faz mais de meia década que este artigo foi escrito e o resultado da introdução destas disciplinas no currículo escolar só fez piorar o que já tínhamos com geografia e história: a formação de uma massa de manobra estudantil a serviço de partidos e organizações com interesses escusos como ora se vê com as nefandas, autoritárias e verdadeiramente fascistas ocupações de escolas no país afora.


Cf. Ideologia na Escola - Educar para Crescer http://educarparacrescer.abril.com.br/comportamento/ideologia-cartilha-547333.shtml



Uma de nossas chagas sociais, infelizmente, ainda muito pouco levada a sério.

Anselmo Heidrich

Um comentário:

  1. PRESTIGIADO! Vamos continuar metendo o dedo na ferida!
    Como brasileiro no poder só faz merda, e toda autoridade brasileira só comete o mal, o Brasil é um país todo errado onde só prevalece a injustiça.

    ResponderExcluir