Não Culpe o Capitalismo



Pessoal, eu,

Anselmo Heidrich, o Fernando Raphael Ferro de Lima e o Luis Lopes Diniz Filho,

administradores dos blogs


respectivamente, acabamos de lançar um libelo da GEOGRAFIA ANTI-MARXISTA, o 1º do país!

Prestigiem...

Compre o livro NÃO CULPE O CAPITALISMO nos links abaixo:




domingo, novembro 13, 2011

Nem vem que não tem, Nem



Acabou a era da ingenuidade. Não haverá fim mesmo se não houver cultura avessa ao consumidor. Esse negócio de “perseguir o grande” e deixar a outra ponta livre não funciona.

 Cf.: GeoPolítica Brasil: Imagens da Operação na Rocinha, exclusividade GeoPolítica Brasil 
Não se trata de “desaparecer com o crime”, mas de diminuir. Agora, acho limitado discutir a legalização das drogas sem que se venha acompanhado de punições ou legislação específica para quem cometer crime sob efeito do produto. Se for verdade que o álcool é o pior, em termos de casos de violência relacionados e sabemos que não adianta proibir, também é verdade que os mecanismos de repressão e punição que dizem respeito a seu uso inadequado e/ou abusivo, simplesmente não são eficazes. Então, a liberalização (da droga) deve ser proporcional ao seu complemento, a repressão ao delito e crime associados ao seu uso. O problema é que vejo bandeiras serem levantadas só se pensando no ato sem perspectiva de mais longo prazo.

O TRAFICANTE  DA ROCINHA  E O BRASIL DE LULA
"...a UPP não adianta se for só ocupação policial. Tem de botar ginásios de esporte, escolas, dar oportunidade. Como pode Cuba ter mais medalhas que a gente em Olimpíada? Se um filho de pobre fizesse prova do Enem com a mesma chance de um filho de rico, ele não ia para o tráfico. Ia para a faculdade... (Lula)  é quem mais combateu o crime, por causa do PAC. Cinquenta dos meus homens saíram do tráfico para trabalhar nas obras. Sabe quantos voltaram para o crime? Nenhum. Porque viram que tinham trabalho e futuro na construção civil" (Antonio Francisco Lopes, o 'Nem', chefe do tráfico na Rocinha, em entrevista a Ruth de Aquino, antes de ser preso  na última 4ª feira; Época)

O mesmo tipo de apoio recebido pelo Brizola, quem se aliou ao tráfico em troca de votos. 
E claro que tem que ter escola e ginásio, pois são mais espaços para os Nens da vida venderem sua porcaria e jovens engajados e professores doutrinadores comprarem para "lutar contra o sistema" viajando na maionese.
...

Nenhum comentário:

Postar um comentário