Não Culpe o Capitalismo



Pessoal, eu,

Anselmo Heidrich, o Fernando Raphael Ferro de Lima e o Luis Lopes Diniz Filho,

administradores dos blogs


respectivamente, acabamos de lançar um libelo da GEOGRAFIA ANTI-MARXISTA, o 1º do país!

Prestigiem...

Compre o livro NÃO CULPE O CAPITALISMO nos links abaixo:




terça-feira, julho 05, 2011

Argumentando picado


Lei e Religião. Ainda sobre a oposição Direita/Esquerda no contexto americano, eu também votaria na esquerda americana em certos casos. Mas, quanto a Lei derivar da Religião, em certos casos não só acho compreensível, como também acho correto. Uma Lei não funciona quando não existe o Costume já estabelecido. Bem... Pode até 'funcionar', mas daquele jeito que bem conhecemos, intermitentemente ou na porrada. Veja nosso caso, o do aborto, onde já ocorrem, se não me engano, 2 milhões por ano no país. Adianta dizer não? Não, mas também não acho que o estado tenha que financiar aborto a torto e direito sem cobrar nada ou regular a promiscuidade.
Aborto e Regulação. Certas ações estatais não são para impedir o movimento em direção a algo, mas para restringi-lo, diminuir seus efeitos maléficos. Aborto então existe sim e ponto, mas vamos limitá-lo de algum modo para que não se crie um incentivo que retroalimente essa pouca vergonha. Neste sentido, embora eu seja mal visto pelos religiosos, acho que têm que ser ouvidos também. Algo como ajustar o equalizador, não os deixando no mudo total. 
Guerra e Razão. Acho também que investir em armamento para usar em guerrinhas se torna pouco eficiente para o próprio domínio, mas os gastos com tecnologia de defesa, aeronáutica, bombas, monitoramento, anfíbios etc. se faz necessário sim. Se não for assim, Pequim já teria esmagado Taiwan; Pyongyang já teria queimado parte do Japão; e, Moscou já teria fechado Ormuz. Acho que se vivêssemos num mundo onde todos parassem ao mesmo tempo, em convenção, tudo bem. Mas, como um quer terminar a peça solando, não dá. Por contraposição, para não entrar de sola então, tem que mostrar as ferraduras brilhando pros caras. Vem que te dou nos cornos... Daí eles passam a respeitar. O erro (e aí acho que muitos concordam comigo) é quando o bagual já sai dando coice, o que alguns, de modo mais elegante, chamam de "guerra preventiva".

É isto, boa noite.
a.h
...

Nenhum comentário:

Postar um comentário